Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2016

Mal entendido

Eu já fiz três rascunhos desse texto e não consigo terminar. Já escrevi na minha agenda (onde escrevo desde 2013, é quase um diário com vários dias faltando), tentei duas vezes nesse espaço em branco aterrorizador do blogger e acabo sempre deletando ou guardando a agenda sem chegar a nenhuma conclusão.
É que no fundo tá tudo meio perdido, sabe? Vou tentar explicar porque em meio dos mal entendidos eu mesmo assim tentei.
Na verdade vim tentando quando tive um insight e fui ajuntando os pontos desde quando me chamou para o cinema, primeiro dei uma desculpa. Na segunda vez pedi para me lembrar de no meio da semana e depois veio me cobrar o porquê não fui (eu estava trabalhando)... Isso faz um tempo eu sei, mas o estalo veio conversando com uma amiga e por algumas coisas que aconteceram depois do meu aniversário.
Foi ai que tudo começou a mudar e os famosos “mal entendidos” acontecer, quer dizer, às vezes me pergunto se são realmente mal entendidos porque você não fez questão de provar o c…

Feijões

Hoje mais cedo estava relendo um livro de crônicas que já foi resenhado por aqui, a autora é uma blogueira bem nova, acredito que quando a escreveu tinha uns dezesseis/dezessete anos e em um dos seus textos ela diz que espera um amor e citou características de que a tal pessoa deveria ter.
Isso me fez refletir por algum tempo (mais do que eu queria na verdade). Na crônica tinha algumas frases como “tem que gostar de feijão”, “tem que saber que prefiro flores a cinema” e outras características e gostos imposto. Então, pera lá, será que encontrar uma pessoa bem legal não vai rolar nada pelo simples fato de não gostar de feijão, na hora suou bem pejorativo.
O dia foi passando e vinham flashes dessas citações nos meus pensamentos e então troquei “feijões” por referências. É mais fácil criticar quando a colocação é mais simples. Enfim, quantas vezes não dei atenção para alguém pelas músicas que gostava pelo que escrevia ou pela forma que se comportava?  Calma ai leitor, não pense que tudo i…

Resenha: Fado

Olá, como estão às coisas por ai? Se não estiverem bem acredite que a poesia pode curar. Amor, espiritualidade, alma, mente, destino... São temas abordados no livro de poesias Fado escrito por Daniel Horta Botelho e Castro. Há um tempo recebi um e-mail da editora Chiado me convidando para contar desse livro pra vocês e não esperava que fosse gostar tanto. Em cada poesia um tema que parece complicado, mas ao ler o ponto de vista de Daniel parece mais fácil encontrar o equilibro.
FADO é paraNós. Por umMundo melhor. Por todosNós.” 
Ah, sem contar as ilustrações lindas que aparecem vez ou outra para dar mais vida a poesia.


Esse livro foi publicado em Maio desse ano como o objetivo de “levar-nos a superar o triste estado em que chegamos.” Parece dramático, mas não há outra expressão para se referir a um poeta que transforma confusões em caminhos e que tem a sensibilidade de eternizar isso.


Espero que tenha ficado curioso para ler, clique nesse link e saiba mais.


Continue sendo essa pessoa ilum…

Eu me apaixonei pelo que inventei de você

Eu me apaixonei pelo que inventei de você e não tenho receios em escrever porque eu sei que nem por aqui vai passar para ler. Eu me apaixonei pelo pouco tempo de atenção que me deu porque você sempre foi muito ocupado e receber mensagens sua já era muito. Que bobagem!

Então quando você não estava presente eu fui te moldando na minha cabeça, pensando em coisas que poderia te falar ou até pensando o que iria acontecer na hora da gente se encontrar de novo, mas a culpa não é sua, relaxa.

Eu me apaixonei pelo que criei quando você não estava. Qualquer mínimo detalhe era pista que desvendei como bem quis e olha só que buraco que estou agora.


Na minha cabeça já está claro que o afeto rola pelo personagem que criei. Só tentar explicar para o meu coração não disparar quando vê você não está funcionado. Ele poderia só cumprir sua função de bombear sangue, pois até o cérebro erra e a parte boa da história está sendo uma enganação da memória.

É que as pessoas comentam

É que as pessoas comentam, meu bem. Não que eu ligue para elas, mas tem horas que nem sei o que responder. É claro que ninguém precisa saber ao certo além de nós, só que na verdade a gente também tá meio perdido.
Talvez nem exista nós, na verdade é bem mais provável que não exista. As pessoas para quem não quisermos dar qualquer explicação tem uma criatividade maravilhosa.
Disseram-me que eu não queria enxergar o que estava na minha frente ou para parar de ser durona e facilitar as coisas. Que coisas? Eu sou assim, você sabe. Tentei falar para elas que estavam erradas.
Também preciso confessar que me pegaram de surpresa, minha família, os amigos do meu irmão, os amigos meu que não o conhecem. As piadinhas para ver minha reação, mas não movi um músculo para não colocar mais pulgas atrás da orelha alheia. Viva as aulas de comportamento!

Só que isso me fez pensar em quanto às pessoas podem interferir em nossas vidas. Sem querer ou por querer, tanto faz. Veio um pulguinha para cá também. A di…

Confissões literárias: Diário de Anne Frank

Olá galerinha ♥ Hoje é domingo, dia de não fazer nada, comer e fazer nada de novo, mas estou aqui para me confessar. É. Sabe aquele livro que todo mundo fala bem, mas você nunca consegue terminar? Acho que todos devem ter um e se você quiser me contar abra seu coração aqui nos comentários. Bom, vamos lá...
Eu não consigo terminar de ler o Diário de Anne Frank. BUUUUUUUUUUUUM! Se você acompanha o blog e já leu a aba "lendo" deve ter visto que um dos primeiros livros que postei lá foi esse. É outra versão e o exemplar é de uma amiga minha. O livro ficou aqui em casa há quase um ano e não passei da metade.
Então, se passaram dois, três anos e pensei em tentar novamente e comprei essa versão da foto que é mais completa e explica melhor sobre a versão a, b e c e juro que me empolguei para começar,  mas quando cheguei no meio mais ou menos parei de novo e olha que enrolei para ler os capítulos anteriores.
De verdade, não sei o que acontece. Gosto da proposta do livro, da história e…

Últimos recebidos

Oláá Galerinha ♥ Olha dois posts seguidos hahaha quanto tempo isso não acontece? Se você me acompanha pelo instagram vi que recebi alguns livros das editoras parceiras, mas isso faz um tempinho... Maaas se por acaso não viu segue sinopses dos que não viraram resenha aqui (ainda).
O Poeta da Madrugada - Alceu Valença – Editora Chiado “Acredito que mesmo quem nunca ouviu Alceu cantar, quem não o conheça enquanto cantor, rapidamente se aperceberá de que estes são versos nascidos para a música. Ou melhor: são versos que já trazem consigo a música, uma melodia interna, que permanece em nós, que continua reverberando em nós, mesmo depois que nos afastamos deles.” Prefácio por José Eduardo Agualusa

A PASSAGEM DE MAEL: UM AMIGO - A PASSAGEM DE MAEL: UM AMIGO – Editora: All Print
Mael Gasparini nasceu ao meio-dia na data de 29 de fevereiro. Seu pai, um teólogo reconhecido internacionalmente, presenteia-lhe com um livro, o qual Mael deve ler apenas sob uma condição especial: a morte de seu pai. Mese…

T RMINE EST LI RO

Olááááá Galerinha ♥ Como vocês estão? Bom, antes de eu voltar para a faculdade e como não estou trabalhando mais pensei em atualizar aqui nos próximos dias. Vocês prometem acompanhar? Antes de ter uma vida corrida hahaaha tirei as fotos para resenhar o Termine esse Livro, mas acabou que não consegui postar aqui. Então vamos lá.
Termine esse livro é um livro interativo com missões. Certo dia Keri Smith encontrou páginas soltas perdidas em um parque e as levou para tentar entender o que diziam. Só que para resolver o mistério ela precisa de nossa ajuda. É, sem nós leitores esse livro nunca se completará.






Para isso temos instruções, missões e desafios para cumprir no decorrer. Nessa foto vocês podem ver quando comecei. Não consegui terminar ainda, mas sempre que pego faço umas dez páginas. Não dá vontade de parar... E o legal é que nunca você vai encontrar outro igual por ai!! 

Você já viu? Tem o livro? Gostou? Me conta tudo! 

Vamos ser amigos? Fan Page | Instagram

Leia: O ano em que te conheci (Cecelia Ahern)

Oláá Galerinha, tudo bem?? Aquela história de quem é vivo sempre aparece é verdade, mas para compensar voltei com uma notícia muito boa. Com essa vida de adulto de estudar e trabalhar quase nem consigo postar aqui (é nítido, né? Hahaha). Só que recebi um e-mail hoje que eu precisava correr aqui e contar para vocês.
A Editora Novo Conceito me mandou um e-mail disponibilizado para mim e os leitores mais legais do mundo o link com alguns capítulos do livro O ano em que te conheci da Cecelia Ahern, a mesma autora do livro P.s  eu te amo e simplesmente acontece.
É claro que eu precisava compartilhar urgentemente com vocês. Aqui está o link: O ano em que te conheci.
Não esqueça de voltar aqui e me dizer o que achou!!!!


Continue sendo essa pessoa iluminada e tchau ♥
Vamos ser amigos? Fan Page | Instagram

Sobre o que mudou

Tudo ia bem, menos o emprego com um supervisor abusivo. Tudo ia bem e ai rolou um assalto. Tudo virou de ponta cabeça e de repente coisas novas começam a surgir, as portas se abrem e começo a faculdade. Dias atrás parecia tão longe, o jornalismo que era um sonho foi tomado pela psicologia e em um piscar de olhos lá se foi um semestre.
Nesse meio tempo conheci tanta gente, aprendi tanta coisa, tantas pessoas ficaram pra trás e olha que queria que algumas tivessem vindo. Foi uma pancada de coisas ruins que aconteceram, mas em um estalar de dedos tudo mudou para melhor. Será que realmente é necessário passar pelo pior para dar valor?
Pegar trem no horário de pico não é mais um problema, dormir no transporte publico não é mais uma vergonha. A estação não é mais São Caetano, o emprego não é  o mesmo e graças a Deus por isso.
Tempo pra escrever não tenho mais, a pilha de livros pendentes não para de crescer. Emprego novo, nova estação e novas responsabilidades e mesmo com tanta coisa para pouc…

Resenha: Coisas de Luiza

Olá, tudo bem? Lembra que contei que recebi um montão de livros legais da Editora All Print? Então, a resenha de hoje é do livro: Coisas de Luiza, ó:



Sinopse: Coisas de Luiza é uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota cheia sonhos, uma bagagem de decepções e uma vontade enorme de mostrar ao mundo ao que veio. Luiza revela neste seu primeiro livro como sua história está sendo escrita, em belíssimas crônicas e contos que aos poucos vem conquistando fãs e leitores. Neste livro você encontra sonhos, desabafos, desejos e realizações de uma menina de 18 anos, com vida de gente grande que ainda acredita em contos de fadas e no amor, da forma mais simples que ele pode ser vivido


Luiza é uma menina de 18 anos que acredita no amor e mais ainda em Deus. Nesse livro repleto de crônicas lindas ela conta sobre amores que não deram tão certo assim, mas a fez uma pessoa melhor.  Compartilha também alguns problemas de família que faz o leitor sentir-se amigo da autora.
Vocês sabem que…

Para ler nas férias (Crianças)

Boooa noite, tudo bem? Sempre trago aqui indicações de livros legais, mas nunca mostrei livros infantis. A leitura deve ser incentivada desde a infância, quanto mais cedo começarmos melhor de será o nosso desempenho , pois sabemos os benefícios que ler trás. A Editora All Print parceira aqui do blog me enviou um montão de livros interessantes e vim mostrar algumas opções para dar de presente aos pequeninos, ó:
Lembranças especiais doRoby
“O livro conta a história de um cachorrinho preto chamado Roby, da raça Cocker Spaniel, e da menina Alice, com síndrome de Down”. Os dois se entendiam muito bem. Eram alegres, divertidos e amigos com um sentimento só deles. Mas um dia, essa amizade foi interrompida pela morte do cãozinho. ’’





OS SUPER FERAS EducaçãoAmbiental e Geociências
Big Bang Boooomm: uma grande explosão e tudo começou… Piros Fera, o fogo, é o primeiro a aparecer. Muito pirado e solitário, cada vez que se sentia sozinho, vomitava lavas. Ele achava que se a Terra esfriasse um pouquinh…