Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Bem feito

Todos acreditaram quando eu disse que estava bem, estou aprendendo a disfarçar. Não sei com que direito as pessoas acham que pode entrar na minha vida, bagunçar tudo e ir embora.
 Estou farta dessa ‘’gentinha’’ que tem um turbilhão de intensões e chega na hora do vamos ver vão embora sem ao menos inventar uma desculpa melhor.
 Estava na cara que ele não iria dar o que prometeu. Bem feito pra besta que se iludiu. Eu pensava que só tinha a cara de boba, mas tenho o coração também.

 Na verdade os agradecimentos vão  para você,querido. Fique no seu mundinho ‘’rebelde’’ e faz um favor? Agora que já me magoou, deixe-me viver em paz.

Desencantado

Meu dom de se iludir com as pessoas esta no seu auge. Era pra eu ter aprendido com o tempo, mas pelo contrario continuo me decepcionado. Tenho aquela mania de achar que a pessoa só faz aquele tipo de coisa pra mim, mas na verdade faz pra todas. Sempre acabo me magoando por achar que sou especial.
Pode até parecer só MIMIMI de uma menina que espera de mais dos outros mais é muito complicado, você criar expectativas e depois ver que não era nada daquilo. O segredo é não criar expectativas com ninguém, evita  decepções. Sei que posso ter sido egoísta é ter fantasiado uma pessoa que não existe só para o meu prazer, que mal tem às vezes idealizar a pessoa certa?
O meu erro foi achar que estar ao seu lado bastaria, eu escrevi textos com todo amor que tinha estão guardados em um canto qualquer como você ficou. Talvez você tenha descido um ponto antes ao meu e tenha se perdido. Tentar encontrar o problema agora não vai adiantar. Na verdade você foi apenas mais um príncipe desencantado. 

Fotos da Semana

OI GALERA!♥  Tudo bem com vocês? Espero que sim *-* Vocês já me seguem no instagram né? (@falavanessa) Por lá vocês podem acompanhar tudo em tempo real! 


Bom, é isso... Espero que tenham gostado e Fiquem com Deus ♥ 

NÃO SE MATE

Não se mate
Carlos, sossegue, o amor
é isso que você está vendo:
hoje beija, amanhã não beija,
depois de amanhã é domingo
e segunda-feira ninguém sabe
o que será.

Inútil você resistir
ou mesmo suicidar-se.
Não se mate, oh não se mate,
Reserve-se todo para
as bodas que ninguém sabe
quando virão,
se é que virão.

O amor, Carlos, você telúrico,
a noite passou em você,
e os recalques se sublimando,
lá dentro um barulho inefável,
rezas,
vitrolas,
santos que se persignam,
anúncios do melhor sabão,
barulho que ninguém sabe
de quê, pra quê.

Entretanto você caminha
melancólico e vertical.
Você é a palmeira, você é o grito
que ninguém ouviu no teatro
e as luzes todas se apagam.
O amor no escuro, não, no claro,
é sempre triste, meu filho, Carlos,
mas não diga nada a ninguém,
ninguém sabe nem saberá. Não se mate Carlos Drummond de Andrade